Redução de custo e satisfação de clientes na plataforma Mainframe

A Via Varejo, administradora das lojas físicas Casas Bahia e Pontofrio, adotou os serviços da 3CON, para otimizar a performance de seus sistemas mainframe, resultando em redução de custos com a alta plataforma e satisfação de clientes. 

De acordo com Júlio Baião, diretor de TI da Via Varejo, a cultura mainframe é muito forte na Via Varejo e já dura cerca de 15 anos, tendo começado com a Casas Bahia. Cerca de 90% de seus sistemas – entre eles vendas, entregas, logística, RH, até transações com cartões – rodam na plataforma e foram desenvolvidos internamente em Cobol e VisualAge, acessando o DB2.

“Uma empresa deste tamanho, com 6 milhões de clientes, presente em 20 estados, com mais de mil lojas, 61 mil colaboradores, um milhão de entregas por mês e um enorme volume de transações diárias não enxerga nenhuma outra plataforma que não seja o mainframe para conseguir dar vazão a esse processamento e suportar a evolução tecnológica da empresa”, disse Baião.

O diretor explica que são dois os objetivos da Via Varejo com os serviços de otimização da performance na alta plataforma: o primeiro é melhorar a vida e rotina dos usuários do sistema; e o segundo é diminuir o uso de MSUs (million service units), porque, em se tratando de mainframe, quanto mais poder de processamento se usa, maiores são os gastos.

“Por exemplo, se um programa demora 1 segundo para rodar nas lojas, é provável que não represente um grande problema para o usuário. Mas se esse programa roda milhares de vezes, esse 1 segundo no total transforma-se em um problema, não para o usuário na ponta, mas para a empresa, porque isso representa gasto de MSUs e, portanto, aumento custo”, explica Baião. “Se esse tempo for reduzido para 0,5 segundos, talvez não faça tanta diferença para o usuário, mas diminui o consumo daqueles milhares de transações pela metade, o que ajuda a reduzir a nossa conta de software”.

Graças aos constantes ajustes finos na plataforma, a Via Varejo também pode seguir em frente com seus projetos de modernização de seus recursos de TI sem contratempos. Exemplo disso foi a adoção de tablets pelas equipes de vendas, montadores, assistência técnica e distribuição das Casas Bahia e Pontofrio.
Esses novos dispositivos também acessam as informações contidas nas bases de dados e programas que rodam no mainframe. “O vendedor que usa o tablet tem acesso ao mesmo tipo de informação que um vendedor que acessa os sistemas da empresa nos terminais fixos. Isso trouxe agilidade nas vendas, nas entregas e em todo o processo de atendimento ao cliente. Mas foi preciso nos preparar para essas milhares de consultas diárias à nossas bases no mainframe”, explica. 

Escolha do parceiro

A 3CON foi responsável por otimizar os códigos, juntamente com um time interno da Via Varejo, bem como a realização da manutenção de sistemas de missão crítica para o negócio. “São sistemas robustos, muito estáveis e com uma alta escalabilidade, tanto que suportam a operação da empresa mesmo com todo o crescimento que alcançamos ao longo desses anos, incluindo a absorção do próprio Ponto Frio”, diz Baião.

O trabalho de melhoria de performance começou com um diagnóstico de oportunidades de otimização dentro de toda base de sistemas Cobol e VisualAge e das bases de dados. “Observamos diariamente o desempenho do mainframe, quais são as aplicações e as transações que estão consumindo mais MSUs. Olhamos o código e o banco de dados. Dá pra fazer melhor e diferente? Então, criamos um índice, mudamos a forma de acesso, alteramos o programa inteiro, se for o caso. Tudo isso é um trabalho de inteligência que o pessoal da 3CON nos ajuda a realizar”, revela.

O executivo revela que com todo o trabalho de otimização e melhoria de performance, 99,75% das transações demoram menos de 0.3 segundos para rodar, o que é um índice ótimo. “Mesmo com esse patamar muito bom de resposta, não deixamos de controlar e olhar com lupa para todo o nosso ambiente a procura de oportunidades de melhorias “, confessa.

Próximos passos

Para o segundo semestre de 2015, os trabalhos desenvolvidos pela 3CON entrarão em uma nova fase. Além do que já foi feito, a consultoria passará a atuar de forma preventiva em relação a todo e qualquer código mainframe que for gerado na TI da Via Varejo.

As equipes vão se dedicar ao controle de qualidade do código, estabelecimento de padrões, além da criação de base de dados que simule uma produção bem próxima da realidade para poder fazer o melhor teste possível. “O mainframe é o coração da nossa TI. Vamos trabalhar cada vez mais de forma a melhorar esse ambiente em todos os seus aspectos”, finaliza Baião.

Fonte: IT Forum 365

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Entre em contato